Peregrinos e estrangeiros

Gn 19:9 Eles, porém, disseram: Sai daí. Disseram mais: Como estrangeiro este indivíduo veio aqui habitar, e quereria ser juiz em tudo? Agora te faremos mais mal a ti do que a eles…

Estas palavras foram ditas pelos homens de Sodoma a Ló, um estrangeiro, mas que em tudo queria opinar e se intrometer nas coisas daquela cidade. Assentar-se a porta dela, era a seu costume.. Gn 19:1.

São palavras que podem ser ditas de muitos cristãos que embora peregrinos neste mundo em tudo querem interferir, às vezes até por estarem enfadados da vida dissoluta dos homens abomináveis (2Pe 2:7) e com o rumo que o mundo toma, querem, de algum modo “fazer a sua parte” na tentativa de melhorar o lugar onde habitam, mas todo esforço é vão, assim como foi para Sodoma o é para o mundo, ora, de um mundo que rejeitou e crucificou ao Senhor da glória (1Co 2:8), como esperar melhoria?

Muitas vezes nos esquecemos que se o Senhor quisesse que fizéssemos algo para melhorar o mundo ele mesmo teria rogado por ele, mas não o fez (Jo 17:9), acaso somos mais sábios que o Senhor? De modo nenhum.

Devemos ter sempre em mente que somos peregrinos e estrangeiros, nossa pátria não é esta, não temos aqui cidadania, Mas a nossa cidade está nos céus, de onde também esperamos o Salvador, o Senhor Jesus Cristo, (Fp 3:20) num momento seremos levados daqui (1Co 15:52), então perceberemos que todo tempo gasto na luta por um mundo melhor foi em vão.

Às vezes nos portamos como se este fosse nosso lar, como Ló, querendo ser Juiz em tudo.

Há ainda aqueles que não estão “na luta” “com a mão na massa”, mas são apoiadores de mão cheia, indignados e indignando a muitos a que tomem parte (partido), vituperando e blasfemando as autoridades e dignidades, agindo sem entendimento (2Pe 2:10).

Não sejamos meninos, nem intrusos, nos envolvendo no que não nos diz respeito, lembremo-nos de que só mais um poucochinho de tempo e o que há de vir virá e NÃO TARDARÁ (Hb 10:37), fitemos nossos olhos nEle.

Miguel Silva